Encontro de escritores de Chaves é primeira iniciativa no Museu Nadir Afonso

1369

O encontro de escritores “Ponte escrita”, entre os dias 15 e 17, é a primeira iniciativa a realizar-se no Museu Nadir Afonso, que a Câmara de Chaves quer inaugurar brevemente com a presença do Presidente da República.

Trata-se, na opinião do autarca, António Cabeleira, de um edifício que colocará a cidade no roteiro mundial da arte contemporânea e será mesmo, acrescentou, o “segundo ícone” de Chaves, depois da ponte romana construída há cerca de 2000 anos.

António Cabeleira referiu que, neste momento, se está a ultimar a exposição inaugural do espaço, que versará sobre a vida e a obra do pintor e arquiteto que nasceu em Chaves, chegou a trabalhar com os arquitetos Le Corbusier e Óscar Niemeyer e faleceu aos 93 anos.

O imóvel vai dispor de salas de exposição, auditório, biblioteca, arquivo, espaços para o espólio do artista e um atelier, que estará disponível para acolher temporariamente artistas provenientes de todo o mundo.

A inauguração deverá acontecer “antes do verão” e está dependente da agenda do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

No entanto, o edifício “já vai tendo vida”, pois é lá que funcionam os serviços de cultura da autarquia, e frisou que agora se vai abrir ao público pela primeira vez com o “Ponte Escrita” pois pretende-se que o museu “sirva outras artes”.

Esta iniciativa vai reunir na cidade, durante três dias, cerca de 20 escritores de Portugal e da Galiza, que vão visitar alguns dos locais mais emblemáticos deste território, como a ponte romana, o balneário termal, o castelo e o quilómetro zero da Estrada Nacional 2 (EN2) que atravessa o país até Faro.

Deste encontro resultará, com a participação dos autores, um livro de contos que será editado no final do ano e que se transformará no primeiro roteiro literário flaviense, pretendendo-se que seja uma forma diferente de ver Chaves.

Os autores convidados vão ainda participar em encontros com alunos das escolas, sessões de poesia e de contos abertas ao público.

Deixe o seu Comentário

Comentário