Corridas já mexem

1190

Vila Real está preparada para receber o 46º Circuito Internacional de Vila Real. As corridas desde ano, que decorrem de sexta a domingo incluem duas provas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), o Mundial de Carros de Turismo (WTCC) e a Taça Europeia de Carros de Turismo (ETCC).

 

Este ano para além de Tiago Monteiro, em pista vai estar o piloto vilarealense Manuel Pedro Fernandes, que vai participar no ETCC, juntamente com Fábio Mota.

Inscritos para a edição deste ano estão 150 pilotos que vão disputar cinco campeonatos, WTCC, ETCC, Legends Classic Cup, Campeonato Nacional de Clássicos Circuitos 1300 e Campeonato Nacional de Velocidade.

As inscrições esgotaram em todas as categorias que vão ser disputadas no próximo fim-de-semana, um facto que “só acontece em Vila Real”, frisou Francisco Vieira e Brito, elemento da Associação Promotora do Circuito Internacional de Vila Real.

A prova rainha destas corridas é o WTCC onde Tiago Monteiro assume um lugar de destaque por ser o único português a disputar o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo.

O piloto da Honda mostrou-se bastante confiante para esta etapa do campeonato porque “inicio da temporada foi bom e conseguimos dar um salto em termos de performance do carro e os circuitos citadinos têm corrido bastante bem”.

Durante a apresentação do Circuito Internacional Tiago Monteiro reforçou a confiança, mas lembrou que a pista de Vila Real é uma “das mais difíceis da temporada e um grande desafio para a máquina e para o piloto”.  E acrescentou que “é uma pista difícil, mas é isso que também nós dá prazer, a nós pilotos, tentar domar essas dificuldades”.

“Correr em Portugal é sempre correr em casa mas correr aqui (em Vila Real) tem um sabor especial”, afirmou. A grande diferença de correr no Norte é a quantidade de gente a apoiar e a querer ter alguma interacção com os pilotos, “isso é fantástico”.

Numa altura em que se fala muito de futebol Tiago Monteiro sublinhou que ficou surpreendido com o impacto das corridas na comunicação social. “Sente-se que há aqui uma verdadeira paixão”.

Uma participação carregada de emoção vai ser a de Manuel Pedro Fernandes, filho de um piloto vilarealense reconhecido, numa ronda da Taça Europeia de Carros de Turismo (ETCC). Uma prova que vai contar também com Fábio Mota.

O piloto vilarealense sublinha que vai ser uma corrida de “grande emoção e de pressão”. O que lha dá força para “ser melhor e ultrapassar todas as dificuldades”.

Manuel Pedro considera a pista muito rápida e “qualquer erro se paga bastante caro, mas é ao mesmo tempo desafiante e distingue os bons pilotos dos maus pilotos”.

Fábio Mota é outro dos pilotos a preparar-se para a ronda do ETCC. O piloto conhece bem a pista onde já correu 5 vezes, mas classifica-a de “difícil”. “Não existem escapatórias e um erro paga-se muito caro. O segredo é tentar ganhar o máximo de confiança possível nos treinos de sexta-feira e sábado para depois, no domingo, ter a confiança necessária para poder atacar”, revelou.

O apoio do publico em Vila Real é muito importante, referiu o piloto do ETCC, porque “ajuda os pilotos a dar o seu melhor”. E reforçou que não existe nenhum circuito em Portugal “com adeptos tão dedicados” o que “dá uma força extra para brilhar no fim-de-semana”.

 

Deixe o seu Comentário

Comentário