Conferências “Chaves como destino”

1118

 

Os conceituados arquitetos Siza Vieira e Souto Moura debatem hoje em Chaves, os elementos icónicos que caraterizam o futuro Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, um espaço museológico que junta dois nomes da arte e arquitetura nacionais, o pintor Nadir Afonso e Siza Vieira, que projetou o edifício. Trata-se de um investimento de 7 milhões e 700 mil euros, que será inaugurado no próximo mês (julho) e colocará a cidade de Chaves no roteiro mundial da arte contemporânea.

Este encontro é o primeiro de um ciclo de conferências organizadas pela Câmara de Chaves, que visam potenciar e promover a cidade de Chaves, a partir de produtos diferenciadores, com base no Turismo Cultural e Criativo, pretendendo igualmente envolver a população.

Para tal, foi já elencado um conjunto de temas específicos que promoverão o debate. Para cada um dos encontros será convidada uma ou mais personalidades de reconhecido mérito científico na área.

Esta primeira conferência, intitulada “Museu Nadir Afonso: Elementos icónicos que o caraterizam – Nadir e Siza”, terá lugar no referido museu, hoje, pelas 15h30. Além dos dois arquitetos, contará com a participação de Carlos Magno, jornalista e Presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. O segundo encontro realizar-se-á dia 20 de agosto, sobre o tema “Os Castros no Concelho de Chaves: A imponência da civilização pré romana no concelho de Chaves” no Auditório do Centro Cultural, pelas 16h00, e contará com a presença do Professor Doutor Armando Coelho (da Universidade de Letras da Universidade do Porto) e do Professor e Historiador flaviense, José Carvalho Martins.

As restantes conferências decorrerão até junho de 2017 e serão espaçadas no tempo, ao ritmo de dois a três meses (segundo a disponibilidade dos participantes), de modo a não coincidirem com outros eventos que a autarquia ou outros agentes organizem.

Deixe o seu Comentário

Comentário