Autarcas do Alto Tâmega reuniram com Ministério da Saúde

1463

O Presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Queiroga, junto com os presidentes dos municípios de Chaves, Valpaços, Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena, este reunido, no Ministério da Saúde, com o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, e o Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, tendo como principal objetivo manifestar junto do Governo as preocupações da região do Alto Tâmega relativamente ao setor da saúde, sublinhando-se a necessidade de valorização do Hospital de Chaves, o Hospital de referência para o Alto Tâmega e que tem vindo a perder sucessivamente competências e especializações, em claro prejuízo da população, em detrimento do Hospital central de Vila Real.

Os autarcas manifestaram ainda a sua preocupação relativamente à situação da VMER (Viatura Médica de Emergência Rápida), já que existe apenas uma para uma grande área de abrangência (todo o Alto Tâmega, exceptuando uma parte do concelho de Vila Pouca de Aguiar), fazendo com que esteja indisponível grande parte do tempo. E a situação é ainda mais difícil já que a VMER faz muitas vezes transferências para o Hospital de Vila Real, o que leva a que a sua indisponibilidade seja ainda mais prolongada.

Fernando Queiroga aproveitou ainda a ocasião para transmitir as suas preocupações relativamente ao Centro de Saúde de Boticas, concretamente com o facto de cerca de 1.300 utentes se encontrarem ainda a descoberto, sem médico de família, reiterando a necessidade de serem colocados mais clínicos naquela unidade de saúde e relembrando que o facto do concelho ter uma população envelhecida e com dificuldades de deslocação leva a que o número de atendimentos no Centro de Saúde de Boticas seja bastante elevado, quando comparado com o número de médicos daquela unidade. Como referência, o Presidente da Câmara informou que no decorrer do mês de janeiro último o Centro de Saúde registou uma média de 82 atendimentos por dia, perfazendo um total de 2485 atendimentos durante o mês.

No seguimento desta conversa, Fernando Queiroga alertou ainda para a necessidade de serem realizadas obras de requalificação no Centro de Saúde, que foi construído há 35 anos sem nunca ter sofrido obras, de forma a garantir as condições ideais de trabalho aos profissionais de saúde e de atendimento aos Munícipes. A este propósito, o Presidente da Câmara manifestou ainda a disponibilidade do Município de Boticas em colaborar com o Ministério da Saúde, comparticipando nos custos das referidas obras.

Deixe o seu Comentário

Comentário