Ainda a situação no CHTMAD

767

Como noticiámos em 13 de Outubro passado, os cinco adjuntos da Direcção Clínica do centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro apresentaram a sua demissão em bloco.

Na altura, sabe o Notícias de Vila Real que, para não agravarem a situação, os clínicos não quiseram prestar declarações sobre o assunto.

João Gaspar, o Director Clínico, explicou que tais demissões se tinham ficado a dever a “uma mudança na organização do CHTMAD e no conselho de administração. Há outra dinâmica e outra estrutura organizacional e foi o não enquadramento com esta nova estrutura organizacional e os levou a pedir a demissão”.

João Gaspar garantiu ainda que estas demissões “não afetam a qualidade da prestação dos cuidados de saúde”.

Na altura ainda, em comunicado enviado à imprensa, os deputados do PSD eleitos por Vila Real reagiram às notícias, dizendo que se “teme que estas demissões possam ser o “reflexo de um crescente mal-estar” no Centro Hospitalar, que resulta da “persistente falta de médicos e de recursos, que tem conduzido a uma degradação funcional e a uma significativa baixa de produtividade clínica”.

Agora, sabe-se que o Conselho Distrital de Vila Real da Ordem dos Médicos ouviu os directores de serviço e os adjuntos demissionários da direcção clínica do CHTMAD e que, pela gravidade dos factos relatados, “foi decidido enviar toda a informação para o Presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos para que este actue como julgar conveniente.”

Deixe o seu Comentário

Comentário