ADN confirma que menor engravidou do pai adoptivo

941

Os exames de ADN realizados à bebé que nasceu na semana passada no hospital de Vila Real confirmam que a menina é fruto de abusos sexuais que a mãe, uma jovem com apenas 13 anos, foi alvo por parte do pai adoptivo, um conhecido empreiteiro, de 50 anos, que está em prisão preventiva há quase um mês. A amostra de ADN da bebé foi recolhida do cordão umbilical.

Para já, a menina permanece internada no hospital de Vila Real, onde recebe todos os dias a visita da mãe adolescente. Os médicos da unidade de saúde – que têm, para já, a custódia da bebé – estão a tentar perceber se a jovem tem competências para cuidar da filha e se demonstra uma clara vontade de o fazer. A menor está viver numa casa destinada a adolescentes grávidas. Já as irmãs, de 15 e 17 anos, foram colocadas numa instituição de Vila Real.

Existem fortes suspeitas de que as duas jovens tenham também sido alvo de abusos sexuais por parte do pai adoptivo. As menores viviam com o empreiteiro e a mulher, que é professora universitária, há oito anos.

O empreiteiro, de 50 anos, em prisão preventiva há quase um mês por suspeitas de abusar das três filhas adoptivas.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/adn_confirma_que_menor_engravidou_do_pai_adotivo.html

Deixe o seu Comentário

Comentário