PS de Vila Real entregou as listas de candidatos às Eleições Autárquicas

3698

Foram entregues as listas à Câmara Municipal, à Assembleia Municipal e a 17 Juntas de Freguesia, já que nas restantes três freguesias a candidatura será apoiada por listas independentes. Hoje, dia 7 de agosto, foram entregues em tribunal as listas de candidatos do Partido Socialista às eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro. Mais uma vez o Partido Socialista conseguiu reunir excelentes equipas, que corporizam o projeto autárquico que será sufragado pelos Vila-realenses.

No total serão apresentados 665 nomes de mulheres e homens empenhados em fazer Avançar Vila Real, um conjunto de pessoas constituído por militantes do PS e por muitos independentes. Para além destes, cerca de 3.000 cidadãos assinaram uma declaração de apoio, manifestando assim o seu apoio público à equipa. Tal como já tinha sido afirmado em 2013, esta candidatura representa muito mais do que apenas um partido político, procurando afirmar-se como um amplo movimento de cidadania, em prol de Vila Real. Essa visão abrangente sobre a política autárquica levou, inclusivamente, a que que nas freguesias de Arroios, Lordelo e UF São Tomé do Castelo e Justes, a candidatura do PS fosse apoiada por listas de movimentos independentes de cidadãos. A aprovação das listas agora entregues em tribunal aconteceu no passado sábado, dia 5 de agosto, em Comissão Política Concelhia do PS, tendo recebido a unanimidade do apoio daquele órgão.

Relativamente à lista candidata à Câmara Municipal, a mesma será encabeçada pelo atual Presidente da Autarquia, Eng. Rui Santos, mantendo-se inalterada a constituição da equipa candidata à Vereação. Todos os 9 elementos efetivos desta lista serão exatamente os mesmos que se candidataram em 2013. Já na lista candidata à Assembleia Municipal mantém-se o Dr. João Gaspar como candidato a Presidente daquele órgão, sendo a restante lista constituída por elementos que transitam da candidatura de 2013, mas também por novos elementos.

Esta opção traduz, mais uma vez, a vontade de alargar esta candidatura a vários espectros e sensibilidades dentro da sociedade, reunindo pessoas que se reveem no projeto autárquico do Partido Socialista. Nas juntas de freguesia todos os atuais presidentes eleitos pelo PS são recandidatos, à exceção da Freguesia de Guiães, por imposição da limitação de mandatos. Em qualquer caso, todos os candidatos às Juntas de Freguesia são pessoas com provas dadas na sua vida pessoal, profissional e social, altamente motivadas para a dedicação à causa pública e à comunidade.

Rui Santos, novamente candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Real, afirmou “temos orgulho nas equipas que reunimos e que apresentamos aos Vila-realenses. Se há 4 anos havia quem duvidasse das nossas capacidades para gerir exemplarmente o Município de Vila Real, hoje poderá estar descansado. O nosso trabalho fala por nós. E sentimos precisamente isso ao conversarmos com as centenas de pessoas que constituem as nossas listas. Mesmo pessoas que no passado não estavam próximas dos nossas propostas autárquicas, hoje sentem que o nosso projeto é sólido, que as nossas propostas são as melhores para Vila Real e que temos a capacidade para fazer Avançar mais o nosso concelho.”

Relativamente às propostas que serão apresentadas aos Vila-realenses, Rui Santos disse: “sentimos que nestes últimos quatro anos evoluímos muito, Vila Real avançou muito, mas ainda há vários atrasos estruturais para recuperar. Há muito por fazer. Temos uma estratégia, um caminho, mas há projetos que precisam de vários anos para se consolidarem. Temos apostado fortemente na atração de investimento e criação de emprego e já se começam a sentir os efeitos desse nosso trabalho, mas não podemos parar. Temos apostado na visibilidade de Vila Real em Portugal e no Mundo e essa bandeira, que são as Corridas Automóveis, não se pode voltar a perder. Temos aprofundado o nosso sentido de comunhão e comunidade, criando eventos e festas abertos a todos e em que todos podem ficar um pouco mais felizes, e não queremos voltar ao cinzentismo do passado. E depois, claro, haverá que apostar em algumas obras, nomeadamente umas novas Piscinas Municipais, a reabilitação da Escola de S. Pedro, uma nova Zona Empresarial, o PEDU ou o alargamento do saneamento ou das pavimentações no mundo rural. Hoje os Vila-realenses sabem que podem confiar em nós. Todos os compromissos que assumimos há quatro anos foram cumpridos e os que assumirmos agora, serão cumpridos também”.

 

Deixe o seu Comentário

Comentário